Essas são algumas possibilidades de passeio nos arredores de Paris, super acessíveis, para um bate-e-volta de um dia.

Giverny

A casa onde Monet morou foi transformada em museu e o jardim que o inspirou a pintar As Ninféias é inexplicável de tão lindo. É bem fácil de chegar lá: basta pegar o trem em Paris até Vernon. De lá dá pra continuar até Giverny no trem local ou de bicicleta. Nós fomos de bicicleta e foi um passeio lindo.  

Mas Giverny é mais do que isso. A cidadezinha é toda fofa. Vale a pena programar um dia inteiro de visita e, quem sabe, até mesmo dormir por lá. Esse post fala de um hotel e restaurante, e esse mostra um pouco da cidade.

Versailles

Versailles surgiu como uma pequena vila medieval e passou a ter importância quando o rei Luis XIII resolveu construir lá um acampamento de caça. Ele foi crescendo e sendo transformado em castelo. Quando no século XVII, seu filho Luis XIV decidiu levar a corte para lá, o local passou a ter importância na história da França.

Hoje em dia, quem vai até a cidade está procurando o palácio. E ele é lindo, embora eu tenha ficado um pouco decepcionada com a Sala dos Espelhos. A mobília é impressionante e uma das salas tem uma cópia de um quadro que eu gosto muito, Le Sacre ou le Couronnement , pintado por Jacques-Louis DAVID, em 1806. Encomendado por Napoleão, mostra sua coroação como imperador – feita por ele mesmo. Poderoso!! O quadro original está no Louvre. Esse post tem informacoes praticas sobre como visitar o castelo.

Eurodisney

Ok, não é pra todo mundo, eu sei. Mas eu sou louca pela Disney, então não podia deixar de conhecer esse parque. Valeu. É “tipo Disney”, não é tão mágico quanto os parques da Flórida. Mas andei nas 6 montanha-russas e no barco viking e saí de lá bem feliz.

Mas só vale a pena para quem realmente tiver tempo de sobra.